ANESE

Endereço: Rua Bernardo de Vasconcelos, nº. 434 - sl. 202. Realengo. Rio de Janeiro - RJ | CEP: 21710-262 -

Atendimento: De Segunda a Sexta-feira Das 09:00h às 17:00h Horário de almoço: Das 12:00h às 13:00

TEL.: 21 3579-7512

TRADUTOR DO GOOGLE

Total de visualizações de página

contador

SITE DA ANESE

Assine a Petição pública pelo fim da multa da rais

segunda-feira, 25 de maio de 2015

25.05.2015 - AAFAB divulga vídeo em que o Dep. Federal Cabo Daciolo menciona em plena Audiência Pública o nome dos Ex Soldados Especializados concursados.

A AAFAB, divulga vídeo em que o Dep. Federal Cabo Daciolo menciona em plena Audiência Pública com toda cúpula do Ministério da Defesa e autoridades presentes, o nome dos Ex Soldados Especializados concursados entre 1994 a 2001 e pede encarecidamente uma conversa futura com o Comandante da FAB e o Ministro da Defesa, foi o que deu pra entender no áudio do Vídeo que foi gravado pelo Presidente da AAFAB Sr. Marcelo Lopes Costa e seu Vice Presidente Henrique César. A Associação ANESE é a favor de todas as lutas em prol da reintegração de todos os concursados e apóia a luta da AAFAB.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

21.05.2015 - A AAFAB (Associação Amigos da Força Aérea Brasileira) convida a todos os ex soldados especializados para o segundo encontro nacional em Brasília, independente de grupo ou associação.

A AAFAB (Associação Amigos da Força Aérea Brasileira) convida a todos os ex soldados especializados para o segundo encontro nacional em Brasília dia 29/05/2015, na Câmara dos Deputados Federais (Auditório Nereu Ramos) , independente de grupo ou associação. Convite este, feito pelo do Sr. César (Vice Presidente da AAFAB), através de vídeo publicado em rede social, destinado a todos os ex soldados especializados. Esta reunião será presidida pelo Deputado Federal Cabo Daciolo - RJ (sem partido). Será importante para caminhada da classe que o maior número de pessoas estejam presentes. O momento de unir forças é este !

sábado, 16 de maio de 2015

16.05.2015 - EX SOLDADOS ESPECIALIZADOS, FAZEM DENÚNCIA GRAVÍSSIMA NO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL CONTRA A FORÇA AÉREA BRASILEIRA E O MINISTÉRIO DO TRABALHO.

EX-SOLDADOS ESPECIALIZADOS DA FAB, DENUNCIAM  NO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E EM VÍDEO, A FORÇA AÉREA BRASILEIRA E O MINISTÉRIO DO TRABALHO, DEVIDO AO CRIME DE PREVARICAÇÃO. A MULTA DO CASO NA DENÚNCIA, QUE PODE E VAI PREJUDICAR MAIS DE 13.000 CHEFES DE FAMÍLIA, PODE GERAR AOS COFRES PÚBLICOS, MAIS DE 10.000.000.000,00 (DEZ BILHÕES DE REAIS) E QUEM PODE PAGAR ISSO É O POVO BRASILEIRO. ASSISTA O VÍDEO ABAIXO ATÉ O FINAL E ENTENDA O CASO.
MOTIVO ESTE, QUE HÁ UMA PETIÇÃO PÚBLICA RODANDO PELA INTERNET, QUE TODOS OS EMPRESÁRIOS DO BRASIL, PEÇAM TAMBÉM, O FIM DA MULTA DA RAIS, UMA VEZ QUE A FORÇA AÉREA NÃO PAGA, PQ, OS EMPRESÁRIOS TERÃO QUE PAGAR ? A LEI É PARA TODOS ? VEJA A PETIÇÃO CLICANDO NO LINK ABAIXO E ASSINE TAMBÉM A MESMA:


quarta-feira, 13 de maio de 2015

13.05.2015 - JORNAL O DIA - FALHA PODE LEVAR 15 MIL MILITARES DISPENSADOS A ATIVA


A Aeronáutica não deu baixa dos praças no MTE e a dispensa prescreveu. Por isso queremos voltar',disse Carlos Lacerda, presidente da Anese

Os 15 mil militares dispensados pela Aeronáutica entre os anos de 2001 e 2007 podem voltar à ativa
Foto:  Paulo Araújo / Agência O Dia


O DIA

Rio - Os 15 mil militares dispensados pela Aeronáutica entre os anos de 2001 e 2007 podem voltar à ativa. A Associação Nacional dos Soldados Especializados (Anese) entrou com denúncia no Ministério Público Federal (MPF) contra a coordenadoria de Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por aceitar a dispensa dos militares fora do prazo limite e não ter multado a instituição militar pelo atraso.

“A Aeronáutica não deu baixa dos praças no MTE e a dispensa prescreveu. Por isso queremos voltar”,disse Carlos Lacerda, presidente da Anese, que reúne os soldados especializados. O conselheiro legislativo militar da Anese Luiz Carlos Oliveira explica que para demitir, a Aeronáutica precisa divulgar em Diário Oficial e em publicações, o que não teria ocorrido. 

“Além disso, a administração tem um ano para informar a dispensa ao Ministério do Trabalho e cinco anos para finalizar o ato. Mas já se passaram 15 anos desde a primeira demissão dos soldados especialistas”, ressaltou.
Os ex-soldados especializados entraram por meio de concurso público. Luiz Carlos diz que a Aeronáutica utilizou uma lei destinada aos outros soldados do serviço militar para dispensar os especializados, que tinham outro regimento.


NA ILEGALIDADE


Carlos Lacerda conta o martírio para viverem na legalidade. “Estamos com problema ao abrir empresa, fazer concurso, pedir empréstimo ou auxílio doença, porque aparece duplo vínculo empregatício. E terei problema para me aposentar”, desabafa. Eles são concursados, mas alegam que foram demitidos através do regimento dos outros soldados.


NA LUTA DESDE 2008



Desde 2008, um ano após o término das dispensas na Aeronáutica, os ex-soldados especializados tentam mostrar na Justiça a ilegalidade da demissão e o rombo com a multa não paga, que pode chegar a R$ 10 bilhões. Eles falaram com parlamentares (até com o vice-presidente Michel Temer) e esperam que o caso seja resolvido o mais rápido.

13.05.2015 - MATÉRIA DA REVISTA ISTO É - BRASIL CONFIDENCIAL DENUNCIA A FAB E O MTE

http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/416181_A+EXIGENCIA+DE+CUNHA+PARA+ACEITAR+O+IMPEACHMENT



Rápidas

* Em 2011, ISTOÉ revelou uma fraude na folha de pagamentos da FAB ao descobrir que 8 mil militares demitidos permaneciam no cadastro interno do Ministério do Trabalho. O caso foi arquivado pelo MPF, mas a FAB se tornou alvo de nova denúncia.


* Por não formalizar as demissões, a Aeronáutica pode ser obrigada a pagar uma multa acumulada de R$ 10 bilhões. O erro afeta o Ministério do Trabalho. Ao não cobrar a conta devida pela FAB, a pasta pode responder por prevaricação.

CADASTRE SEU E-MAIL, RECEBA NOTÍCIAS DO NOSSO BLOG

Pesquisar este blog

Carregando...

FRAUDES NA FORÇA AÉREA BRASILEIRA