ANESE

Endereço: Rua Bernardo de Vasconcelos, nº. 434 - sl. 202. Realengo. Rio de Janeiro - RJ | CEP: 21710-262 -

Atendimento: De Segunda a Sexta-feira Das 09:00h às 17:00h Horário de almoço: Das 12:00h às 13:00

TEL.: 21 3579-7512

TRADUTOR DO GOOGLE

Total de visualizações de página

contador

SITE DA ANESE

Assine a Petição pública pelo fim da multa da rais

sábado, 31 de março de 2012

31.03.2012 - Ex - Soldados Especializados da FAB, entram no 20º dia de greve de fome e buscam apoio na Câmara dos Deputados e aguardam incansáveis, serem atendidos pelo Governo Dilma.

Brasília, 31 de março de 2012

Completa hoje o 20º dia de greve de fome, e os incansáveis Caxias, Schinaider e Caetano, continuam a peleja por tempo indeterminado, até que sejam atendidos pela Presidenta Dilma Roussef. Ontem, 30/03, os ex-soldados, receberam a visita de companheiros que foram demitidos da mesma forma, assim como os manifestantes.  Tupi e  Helder  Luziânia - GO  trouxeram água e gêlo, Firmino Fortaleza - CE que está na casa de uma tia em Brasília e vem todos os dias prestar apoio aos manifestantes e a presença do colega Sabino - DF, que sempre os visita trazendo o suporte necessário. Dia 30/03, os guerreiros receberam apoio de assessores dos Deputados Eduardo Cunha PMDB-RJ que doou água, Deputado Henrique Oliveira PR/AM doando também o mesmo. Schinaider, foi até o Congresso, pois soube por terceiros, que havia uma Deputada que estava na casa e briga sempre à favor dos trabalhadores. No Plenário da Câmara, Schinaider foi recebido pela Deputada Federal Erika Kokay PT/DF, que por sinal foi bastante gentil e atenciosa, (contou Schinaider) e disse já estar sabendo da greve de fome, que por sinal é bastante comentada positivamente na casa segundo a parlamentar. A Deputada demonstrou estar solidária a causa e se dispôs à ajudar no que for necessário toda a classe demitida, e já colocou seu gabinete para atuar na causa a partir da próxima segunda-feira 02/04/2012.
Schinaider e a Deputada Federal Erika Kokay PT/DF
 Como foi comentado essa semana no blog, sobre o Deputado Henrique Oliveira PR/AM, o nobre parlamentar, fez uma matéria pro site do PR. Vejam abaixo a matéria na íntegra:

http://www.partidodarepublica.org.br/partido/Noticias_republicanas_2012/noticias_2012_0432.html
Os Ex-Soldados em sinal de respeito a solenidade de troca do Palvilhão Nacional, que acontece sempre no último domingo do mês em Brasília e que atrai milhares de visitantes, recolheram o acampamento e seus pertences de forma espontânea, para evitar conflitos com autoridades policiais, menos a faixa, pois entendem que podem manchar visualmente a solenidade. Os ex soldados estão do outro lado da Praça, e aguardam o fim do evento, que acontecerá dia 1º de abril de 2012, na parte da manhã, para voltarem ao lugar de origem, pois no mesmo dia, haverá uma reunião com toda a classe de ex soldados especializados na Praça dos Três Poderes as 16:00, para tratar da continuidade do ato até o dia da audiência Pública que acontecerá no dia 17 de abril de 2012, entre eventos de massa que o grupo organizará, para sensibilizar a Presidenta, já que a mesma, depois de estar uma semana fora do país, voltará a despachar no Palácio do Planalto já na segunda - feira dia 02/03/2012. Na manhã deste sábado, os ex-soldados receberam a ilustre visita do irmão de arma Robson Aurélio de Carvalho Veras, que deixou uma contribuição para comprar água, protetor solar, gêlo e objetos de higiene pessoal. Essa solidariedade é que tem feito a diferença no movimento dos ex soldados que prometem ficar até o resultado positivo do pleito.
O Ex-Soldado Robson Aurélio de Carvalho Veras, leva ajuda e presta solidariedade aos companheiros.


Ex- Soldados mudam o acampamento temporariamente, com a faixa no mesmo lugar, respeitando a solenidade, apesar de o mesmo respeito não ser mútuo.
Os palanques para a Solenidade foram montados na madrugada de sexta pra sábado, e todo o contorno da Praça dos Três poderem já está cercado com grades.

Foto da da mudança feita, sendo que a faixa continua no mesmo lugar.

Pertences dos ex soldados aguardando o fim da solenidade para retornarem ao local de origem.

Schinaider observando as estruturas que foram montadas para a solenidade.

Bom dia meus amigos, aqui quem vos fala, é o amigo e irmão Schinaider, quero agradecer toda a manifestação de carinho e apoio que estamos tendo por parte de todos. Digo que a vida aqui não está fácil, pois as dificuldades são grandes, a perca de peso é notória, apesar de uns elementos ficarem alfinetando nosso movimento, continuaremos aqui se possível até o dia da audiência pública no dia 17/04/2012, com apoio de nossos familiares, dos senhores e é claro com a proteção de Deus que tem nos dado força e esperança, através de vossas orações. Queria somente de todos a união nesse momento importante, e peço a Deus pra abençoar minha esposa Bianca, meu irmão Schinaider 2ª/97 HCA, meus pais, meus sogros, meus avós, meus sobrinhos, meus cunhados, todos os meus irmãos de farda e familiares.

RUMO AO DIA 17 DE ABRIL DE 2012.

Caxias, chegou na Praça dos Três Poderes com 70 kilos em 12 de março e está com 63 kilos em 31de março, perdendo 07 kilos, por conta da greve de fome.


Caetano, chegou na Praça dos Três Poderes com 94 kilos em 12 de março e está com 87 kilos em 31de março, perdendo 07 kilos, por conta da greve de fome.


Schinaider, chegou em Brasília com 97 kilos em 12 de março e está com 88 kilos em 31de março, perdendo 09 kilos, por conta da greve de fome.
ENTENDA OS RISCOS SOBRE A GREVE DE FOME

Quando somos privados do consumo da energia dos alimentos, passamos a consumir nossas próprias reservas de energia para continuar vivendo. Inicialmente, o corpo lança mão das reservas de carboidratos, que num homem de 70 kg, não passa de 300mg de glicose estocadas no fígado e nos músculos. Esse contingente tão pequeno de carboidratos garante apenas 1200 calorias, que são utilizadas e se esgotam nas primeiras 8/12 horas de jejum. A partir daí, passamos a queimar a gordura e a proteína corporal e gerar glicose através desses substratos. Teoricamente, esse mesmo homem de 70 kg possui cerca de 6 kg de proteínas, capazes de gerar cerca de 24.000 calorias que se esgotariam - se isso fosse possível - em exatos 13 dias de jejum e 15kg de gordura, capazes de gerar 141.000 calorias, que por sua vez se esgotariam em 78 dias.

O exemplo em questão é apenas uma ilustração, muito teórico, pois a perda de 30% das proteínas do corpo já resulta em redução da força muscular para a respiração, redução das funções imunológicas e de defesa do organismo e disfunção de muitos órgãos, impossibilitando a vida. Somos seres que necessitam se alimentar em curtos intervalos de tempo. Toleramos bem, sem maiores alterações metabólicas, o jejum noturno de 8 a 10 horas, pois nesse período de tempo, tiramos energia da glicose estocada no corpo. Daí por diante, passamos a utilizar o metabolismo alternativo, que geralmente não é benéfico e causa vários efeitos colaterais como tonturas relacionadas à baixa da glicose sangüínea, adinamia e fraqueza muscular.

O corpo sofre

Com o prolongamento do tempo de jejum aparecem alterações nos eletrólitos do sangue, como a baixa do potássio, câimbras musculares, alterações no ritmo cardíaco, na respiração, causando a deterioração da saúde. Esses estágios avançados de jejum são vistos, comumente, nas greves de fome, muito utilizadas por prisioneiros e ativistas.

sexta-feira, 30 de março de 2012

30.03.2012 - A ANESE FOI CONFIRMADA NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO DIA 17 DE ABRIL DE 2012 E SERÁ REPRESENTADA PELO OLIVEIRA


AUDIÊNCIA PÚBLICA EM BRASÍLIA

DIA 17/04/2012 - (TERÇA-FEIRA)
HORÁRIO: 09:00 hs

LOCAL: SENADO FEDERAL

ASSUNTO: EM REUNIÃO NO DIA 28/03/2012 (QUARTA-FEIRA), COM O SENADOR PAULO PAIM, LACERDA (PRESIDENTE DA ANESE), IVO (MEMBRO DA COMISSÃO DE ASSOCIADOS DA ANESE), A ASSOCIAÇÃO, FOI CONVIDADA PELO EXCELENTÍSSIMO SENADOR, POIS NO ENTENDIMENTO DO MESMO, NOSSA DIRETORIA, VEM DESDE 2006, REPRESENTANDO "LEGALMENTE" SEUS ASSOCIADOS NA FORMA DA LISURA E VERDADE.

O OLIVEIRA, ESTARÁ REPRESENTANTO A ANESE.


31.03.2012 - DEP. FED. HENRIQUE OLIVEIRA BUSCA APOIO PARA REINTEGRAR EX-SOLDADOS ESPECIALIZADOS NA FAB



Deputado federal Henrique Oliveira (PR-AM)
O deputado federal Henrique Oliveira (PR-AM) se articulou com o seu partido, o Partido da República, para buscar uma forma de ajudar a Associação Nacional dos Ex-Soldados Especializados (Anese). O parlamentar foi ao encontro dos Ex-Soldados Especializados, integrantes da associação, que estão há 16 dias acampados em frente ao Palácio do Planalto, em greve de fome, para tentar uma audiência com a Presidente da República, Dilma Rousseff, para pedir o reingresso nas Forças Armadas Brasileiras.

“Me sinto no dever de ajudar esses cidadãos que estão nessa situação sem poder receber seus direitos e impossibilitados de ocupar outro cargo público, por causa desse problema. Vou lutar para que estes ex-soldados sejam reintegrados ao quadro da FAB e gostaria que a Aeronáutica desse uma explicação a todos sobre o assunto”, destacou Oliveira. Os ex-soldados fazem parte de um contingente de 12 mil homens que ingressaram na Força Aérea entre 1994 e 2001, por meio de um concurso público para o cargo de soldado especializado. A função era parte do Programa de Modernização da Administração de Pessoal.
A promessa era carreira militar, sendo que os que ingressaram poderia alcançar a patente de a sub-oficial. No entanto, após seis anos dos 12 mil soldados, apenas quatro mil foram aproveitados e os demais demitidos da FAB sem qualquer justificativa. No edital do concurso não era prevista temporalidade.

Por esse motivo, cerca de três mil desses soldados fundaram a Associação Nacional dos Ex-Soldados Especializados e passaram a cobrar o direito de reingresso e descobriram que o desligamento deles não foi comunicado ao Tribunal de Contas da União, e nem tão pouco informada a exoneração no Diário Oficial da União. Ou seja, estes soldados continuam com ativos, apesar da demissão.

Diante da situação, o líder do Partido na Câmara dos Deputados, Lincoln Portela (MG) se pronunciou – em nome do PR - em Plenário e pediu em defesa da reintegração dos ex-Soldados Especializados da Força Aérea Brasileira, que foram licenciados do serviço ativo pela Aeronáutica. O PR está se articulando para a realização de uma audiência pública na Casa para que o fato seja esclarecido.

De acordo com reportagem da Revista ‘Isto É’, rombo pode alcançar R$ 3 bilhões, valor equivalente a 70% de todo o investimento da Força Aérea previsto para 2012 e 20% do orçamento da Defesa.



Assessoria de Imprensa do deputado Henrique Oliveira

quarta-feira, 28 de março de 2012

28.03.2012 - No 17º dia de greve de fome, ex-soldados especializados da FAB, recebem visitas de colegas, militantes do SINDSPREV-RJ e o Deputado Federal Henrique Oliveira PR/AM

Brasília, 28 de março de 2012

Os ex-soldados especializados da FAB que entraram no 17º dia de greve de fome, visivelmente debilitados, receberam a visita e apoio no dia de hoje, do Presidente da ANESE Carlos Lacerda, Ivo Fabiano membro da comissão de Associados da ANESE, do Firmino (associado da ANESE-CE), Portela e Cristiano (associado da ANESE-DF), dos militantes do SINDSPREV-RJ (Diretor, Sr. Nivaldo que está ajudando há duas semanas os guerreiros e os fotógrafos do referido Sindicato).
Desde o dia 12 de março de 2012, quando iniciaram o acampamento em frente a Porta do Palácio do Planalto, reivindicando reintegração a Força Aérea, não haviam recebido nenhuma visita parlamentar no local do ato. Os manifestantes tiveram uma grata surpresa no final da tarde desta quarta-feira, e receberam a visita do Deputado Federal Henrique Oliveira PR/AM, no qual se comprometeu com a causa e colocou seu gabinete a disposição da Associação e dos manifestantes. Fora apresentado ao parlamentar todos os documentos que comprovam irregularidade sobre o concurso  CESD entre os anos de 1994 a 2001. O parlamentar ficou impressionado com a quantidade de provas apresentadas pelo grupo e informou aos manifestantes que iria fazer um pronunciamento na Câmara dos Deputados sobre a greve de fome e que teria uma reunião com a ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti e solicitaria ajuda ao grupo.

















Os Ex-Soldados que estão em greve de fome há 17 dias, aguardam visita da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e do Senado, e nova agenda com o Ministro Gilberto Carvalho para uma nova negociação, pois desde o dia 16 de março de 2012, o mesmo não entra em contato com os ex militares através de sua assessoria, contou os manifestantes. Eles solicitam ao Ministro Gilberto Carvalho um ofício da casa em que o governo se comprometa a apresentar uma proposta de trabalho detalhada com início e término no ano corrente, o objetivo de trabalho em conjunto que o Governo pode oferecer a Associação e solucionar de uma vez por todas a luta que se arrasta por mais de uma década.

ATENÇÃO GOVERNO, VAMOS ENTRAR NO 18º DIA DE GREVE DE FOME E AGUARDAMOS
AGENDA COM O MINISTRO GILBERO CARVALHO. A CADA DIA NOSSO ESTADO DE SAÚDE PIORA, SÓ QUEREMOS GARANTIAS NA PROPOSTA PARA ENCERRAR-MOS NOSSA GREVE DE FOME, CASO CONTRÁRIO, CONTINUAREMOS O MOVIMENTO.

Palavras do Schinaider, Caxias e Caetano: Sabemos que as coisas não estão fáceis, contiuamos acreditando que nosso sacrifício valerá apena. Os resultados de uma união, estão dando frutos, por isso, pedimos a todos os associados e não associados,  não deixem de contribuir com a manutenção de nossa luta em prol a toda classe demitida no País. Nosso muito obrigado a todos os irmãos na FÉ.

"Se Deus é por nós, Quem será contra nós ?"

domingo, 25 de março de 2012

25.03.2012 - No 14º dia de greve de fome, ex soldados especializados, continuam na Porta do Planalto e aguardam serem recebidos pela Presidenta

Brasília, 25 de março de 2012



Ex- Soldados Especializados da FAB, continuam em greve de fome pelo 14º dia e não perdem o foco de chegar até a  Presidenta Dilma. Hoje os ex soldados concursados da Força Aérea Brasileira, que já se acostumaram com a fome, frio e todo o tipo de difuculdade, completaram bravamente o segundo final de semana seguido na Praça dos Três poderes. Eles alegam que podem ficar o tempo que for preciso, pois passaram um bom tempo acampados quando militares. Caxias e Caetano, segundo informações, ficaram por 05 anos em missões na serra do Cachimbo - PA, divisa com o estado do Mato Grosso (extensão BR-163). Suas atividades na vida millitar eram: Proteção, Abrir clareira, repreender madereiros ilegais quando estavam desmatando a Floresta, abordagem no Posto P Bravo (repreensão ao tráfico de drogas), operações aéreas, reconhecimento de áreas no helicóptero H1H, entre outras funções de levantar  acampamento em qualquer terreno, fora instruções periódicas de tiro e armamento  e isso foi entre os anos de 1998 a 2003. Schinaider por sua vez, fez o curso de administração na UNIFA por seis meses e após o curso foi transferido a pedido para a Base Aérea de Santa Cruz, designado a trabalhar na função de agente administrativo pelo Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Santa Cruz. Segundo o guerreiro Schinaider, o mesmo não teve acampamento no seu curso de especialização, porém na vida civil, acampa há mais de 16 anos em terrenos baldios na Região dos Lagos, estado do Rio de Janeiro ao qual obteve experiência física e psicológica de permanecer acampado por tempo indeterminado, e o mesmo teve instruções de tiro e armamento anualmente por seis anos. Diante dos fatos acima relatados, os ex soldados especializados, continuam firmes e convictos, que receberão a vitória.

A comissão de Associados da ANESE-RJ, solicita a todos os ex Soldados Especializados do Brasil, que possam depositar qualquer valor a partir de R$ 1,00 em qualquer casa lotérica do país. Precisamos manter essa chama viva, pois nunca na história deste país, houve vitória de uma categoria sem luta. Vamos ajudar aos 03 guerreiros há continuar essa grande missão.

CONTA MISSÃO REINTEGRAÇÃO:
Banco: CEF
Agência: 2912 | Operação: 013
Conta Poupança: 00006036-0
Favorecido: Alexander Ferreira Cruz (Tesoureiro da ANESE) - CARTÃO ESTÁ COM SCHINAIDER.











Ex-soldados especializados da Aeronáutica continuam em greve em frente ao Palácio do Planalto pelo 15º dia



Três ex-soldados especializados da Aeronáutica – Paulo André Schinaider, Gilsese Caxias e Eudes Caetano - entram hoje no 15º dia de greve de fome. Acampados em frente ao Palácio do Planalto, os ex-militares reivindicam que seja cancelada a dispensa deles e de mais 12 mil colegas. O desligamento ocorreu entre os anos de 2000 e 2007, de maneira irregular, já que todos passaram por concurso público nacional entre os anos de 1994 a 2001 e continuam constando como funcionários da ativa da Força Aérea Brasileira (FAB) no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
A baixa dos 12 mil soldados especializados não foi oficializada, não tendo sido publicada no Diário Oficial da União (DOU), como determina a Constituição Federal. As dispensas também não foram informadas ao Tribunal de Contas da União. Tanto o TCU, quanto o Procurador da República, Valtan Timbó, investigam o caso. Há suspeita de que tenha havido fraude e que os recursos do Tesouro Nacional continuem chegando à Aeronáutica. Este pode ser um dos maiores escândalos de desvio de verbas envolvendo a FAB.
Demissões ilegais
Os cerca de 12 mil ex-soldados especializados consideram que foram vítima de propaganda enganosa por parte do governo Fernando Henrique e da Aeronáutica. Isto porque, ao ingressarem por concurso na Aeronáutica entre os anos de 1994 e 2001, os editais de convocação exigiam, entre outras condições, que os candidatos fossem reservistas e estivessem quites com o serviço militar inicial, posto ser o concurso para atividade de soldado especializado. Após seis anos de serviço contínuo, no entanto, os soldados foram surpreendidos com seus licenciamentos (demissões), sob a alegação de que estariam ‘servindo à pátria pela segunda vez’, o que contradiz frontalmente o edital e a Lei nº 4.754, de 18 de agosto de 1965, Art. 44. O brasileiro que se alistar duas vezes incorrerá na multa prevista no número 1 do Art. 177, deste Regulamento independentemente de outras sanções a que possa estar sujeito.
Desde as dispensas, os ex-soldados realizam mobilizações em vários estados e em Brasília. Foram recebidos por várias autoridades do governo federal, mais recentemente pelo Secretário da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Este lhe garantiu a formação de um grupo de trabalho para estudar o caso, sem, no entanto, colocar data para o início dos trabalhos, porém, condicionando à suspensão da greve de fome. O que não foi aceito.


sábado, 24 de março de 2012

24.03.2012 - SAI NO JORNAL O DIA O 13º DIA DE GREVE DE FOME DOS EX SOLDADOS ESPECIALIZADOS EM BRASÍLIA

 

















Este cidadão, estava de sunga de banho na Praça dos Três Poderes e  por volta das 14:00, atacou o caixão e a faixa da ANESE. O mesmo só não destruiu tudo pq foi impedido pela Polícia que o prendeu, após o ataque de fúria. Este cidadão estava com sintomas de surto psicótico. Não houve nenhuma represália dos manifestantes ao cidadão.
  








CADASTRE SEU E-MAIL, RECEBA NOTÍCIAS DO NOSSO BLOG

Pesquisar este blog

FRAUDES NA FORÇA AÉREA BRASILEIRA